A mulher que teve câncer pode engravidar? Quais as chances da criança não herdar a doença?
O fato de uma mulher ter desenvolvido um câncer linfático, de mama ou pele, que é muito comum, não é um impedimento para concretizar a maternidade. A criança não será prejudicada pelo histórico da mãe. Em alguns casos, o câncer é hereditário, mas a porcentagem destes é pequena.

O câncer de mama, por exemplo, é esporádico, mas, às vezes, existem fatores hererditários claramente responsáveis pelo seu aparecimento. Em mulheres jovens (3ª ou 4ª décadas de vida) com vários casos registrados na família, a ocorrência de câncer de mama acontece por fatores frequentemente ligados à ação de genes. Hoje em dia, sabe-se, inclusive, que em homens existem também casos de câncer de mama por predisposição hereditária.

A determinação do câncer depende de uma série de fatores, e o gene para sua predisposição é apenas um deles. Esse conceito é importante, porque hoje existem testes de laboratório propostos para verificar se uma determinada mulher tem ou não tendência ao câncer de mama. Esse tipo de informação deve ser cuidadosamente trabalhado, porque na determinação do câncer, múltiplos fatores estão envolvidos e pode acontecer até mesmo de uma determinada pessoa ter o gene e não manifestar o câncer. Entretanto existe uma síndrome, chamada de Síndrome Hereditária de Câncer (HBOC) mama/ovário, na qual a determinação hereditária é clara. Foi esta síndrome que fez com que a atriz Angelina Jolie retirasse as mamas e os ovários precocemente como método de prevenção ao câncer.

Muitas pessoas confundem e acham que doenças genéticas e hereditárias significam a mesma coisa. Vamos então demonstrar as diferenças:

Doença genética: ocorre por um defeito no material genético (DNA) da pessoa. O genes pode até ter sido herdado mas é necessário um fator externo, como o estilo de vida da pessoa por exemplo, para a doença se desenvolver. A mutação genética que provoca uma doença também pode estar presente pela primeira vez naquela família pela combinação individual de um ou mais genes herdados da mãe e do pai. 

Doença hereditária: é herdada e transmitida entre pessoas da mesma família. Apesar da doença fazer parte da genética da família, é considerada uma doença hereditária. Angelina Jolie, por exemplo, herdou os genes defeituosos da mãe. Existem aproximadamente 10 mil doenças na categoria de doenças hereditárias, mas são poucas que se destacam em número de ocorrências. O diabetes, a hipertensão e a hemofilia, por exemplo, são doenças hereditárias. A obesidade também tem o componente hereditário.

Doenças congênitas: são aquelas que a criança já nasce com elas. E não necessariamente são hereditárias. A Síndrome de Down, por exemplo, pode acontecer sem que haja nenhum caso na família. Em 98% dos casos é acidental e ocorre por um erro na divisão das células durante a fecundação. Também, doenças adquiridas pela mãe na gravidez podem causar um dano nos genes e malformação fetal (clique no link azul e veja alguns exemplos: doenças adquiridas na gravidez que provocam malformação no feto).

Conteúdo do livro Medicina Mitos e Verdades (Carla Leonel). Capítulo de Ginecologia. Médico responsável Prof. Dr. Thomaz Gollop. Proibida reprodução sem citar a fonte com link da matéria original.

Palavras em azul são links que te direcionam ao assunto em questão. Clique para ler. Matérias relacionadas:
Sintomas do câncer
Câncer infantil

Todos os direitos reservados. Proibida reprodução total ou parcial deste artigo sem citar a fonte com o link.

SUAS DÚVIDAS NO CONSULTÓRIO MÉDICO
Livro Medicina, Mitos e Verdades (Carla Leonel): capa dura, 800 páginas, perguntas e respostas em 22 especialidades médicas com os mais bem conceituados nomes da Medicina no Brasil. Best-Seller: mais de 300 mil cópias vendidas.
• PROMOÇÃO: Compre um e leve dois. Por apenas R$ 99,00 você recebe 2 livros iguais. Pagamento facilitado em até 10 X R$ 9,90 sem juros no cartão de crédito. O frete é por nossa conta. Válido apenas no Brasil e em um único endereço escolhido por você. Não perca esta oportunidade.
Clique neste link COMPRAR e saiba mais. A informação ajuda no diagnóstico precoce e pode salvar vidas.