O que é abscesso pulmonar?
O abscesso pulmonar ocorre quando uma cavidade do pulmão é preenchida com secreção purulenta (pus), decorrente de uma infecção e provoca a destruição do tecido do pulmonar. É absolutamente igual ao abscesso de qualquer outra região do organismo. Os germes desencadeiam um quadro inflamatório severo com redução da vascularização, ou seja, da irrigação local, o que determina a morte do tecido.

Tipos de abscessos no pulmão
• Abscesso único são os mais comuns, normalmente causados por aspiração de secreção de bactérias da orofaringe, microrganismos anaeróbios que constituem a flora bacteriana da gengiva;
• Abscessos múltiplos: geralmente decorrentes da embolia séptica.

Causas
O principal fator causador do abscesso é a pneumonia. No entanto, ele pode ser secundário à obstrução de um brônquio por tumor ou por corpo estranho. Pode também ser consequência de aspiração de material contaminado. Em crianças, a obstrução é, geralmente, secundária à presença de um corpo estranho. Em adultos fumantes decorre, na maioria das vezes, de um tumor, em geral, maligno (câncer). O abscesso é também frequente em alcoólatras e em portadores de crises convulsivas, sendo a pneumonia, na maioria das vezes, causada por aspiração de conteúdo gástrico (vômito).

Outras causas do abscesso pulmonar: Dentes mal cuidados, problemas em gengiva, alcoolismo, refluxo gastroesofágico e aspiração de conteúdo gástrico durante cirurgias.
Clique no link azul e leia artigo completo sobre problemas na gengiva e abscesso pulmonar

Sintomas do abscesso pulmonar
Os principais sintomas do abscesso pulmonar são febre alta, tosse produtiva com expectoração mucopurulenta abundante, mal-estar geral e emagrecimento. Muitas vezes, o abscesso se rompe na árvore brônquica dando saída a grande volume de material purulento, em geral com odor fétido, chamado vômica (eliminação abrupta, pela tosse, de grande volume de catarro e da coleção de supuração pulmonar).

Classificação dos abscessos no pulmão
• Únicos os múltiplos;
• Unilateral ou bilateral: em apenas um ou nos dois pulmões;
• Agudo ou crônico: com mais de 30 dias de evolução é considerado crônico;
• Primário por aspiração;
• Secundário por obstrução brônquica;
• Não verdadeiros – congênitos ou adquiridos.

Tratamento
O tratamento é feito com antibióticos, manutenção de hidratação e alimentação adequadas, além da administração de cuidados gerais com ênfase na fisioterapia respiratória, que consiste na realização de manobras de forma ativa ou passiva, objetivando facilitar a eliminação das secreções e impedindo o seu acúmulo. Quando o tratamento clínico é ineficaz, recomenda-se o tratamento cirúrgico. É importante alertar a importância do tratamento adequado. Caso contrário, a cavidade pode não se fechar e permanecer aberta para sempre, sendo este um local propício para o crescimento de fungos (aspergilus), o que pode propiciar a formação de uma bola de fungos (micetoma), determinando quadros de infecções e podendo evoluir, a partir disso, para um choque toxêmico e morte.

Leia mais artigos na categoria de PNEUMOLOGIA 

Conteúdo do livro Medicina Mitos e Verdades (Carla Leonel). Perguntas e Respostas em 22 especialidades médicas. Capítulo de pneumologia. Médico responsável Prof. Dr. Francisco Vargas, Titular da Disciplina de Pneumologia da USP.


Todos os direitos reservados. Proibida reprodução total ou parcial deste artigo sem citar a fonte com o link.

SUAS DÚVIDAS NO CONSULTÓRIO MÉDICO
Livro Medicina, Mitos e Verdades (Carla Leonel): capa dura, 800 páginas, perguntas e respostas em 22 especialidades médicas com os mais bem conceituados nomes da Medicina no Brasil. Best-Seller: mais de 300 mil cópias vendidas.
• PROMOÇÃO: Compre um e leve dois. Por apenas R$ 99,00 você recebe 2 livros iguais. Pagamento facilitado em até 10 X R$ 9,90 sem juros no cartão de crédito. O frete é por nossa conta. Válido apenas no Brasil e em um único endereço escolhido por você. Não perca esta oportunidade.
Clique neste link COMPRAR e saiba mais. A informação ajuda no diagnóstico precoce e pode salvar vidas.