O que é o hipertireoidismo?
O hipertireoidismo é uma condição na qual a glândula  tireoide é hiperativa e produz excesso de hormônios tireoidianos. É mais comum em mulheres entre as idades de 20 a 40 anos, mas os homens também podem ter essa condição. Se não tratado, o hipertireoidismo pode levar a outros problemas de saúde.

O que é a glândula tireoide?
A glândula tireoide está localizada no pescoço, logo abaixo da laringe (cordas vocais). Ela produz dois hormônios: triiodotironina (T3) e tiroxina (T4). O T3 e o T4 são levados através do sangue para todas as partes do corpo, onde regulam o metabolismo, que é a maneira como o corpo usa e armazena energia. A função da  tireoide é controlada pela hipófise, uma pequena glândula localizada na base do cérebro. A hipófise produz o hormônio estimulante (TSH), que induz a  tireoide a produzir T3 e T4 (veja a ilustração).

Quais são os problemas graves que envolvem o hipertireoidismo?
Alguns dos problemas mais graves que envolve o hipertireoidismo estão relacionados com o coração (batimentos cardíacos acelerados e irregulares, insuficiência cardíaca congestiva) e os ossos (osteoporose).

Todas as pessoas com hipertireoidismo podem ter esses problemas?
Pessoas com hipertireoidismo leve e os idosos podem não ter qualquer sintoma.

Quais são os sinais e sintomas de hipertireoidismo?
- Sensação de calor
- Aumento da transpiração
- Fraqueza muscular
- Mãos trêmulas
- Batimentos cardíacos acelerados
- Cansaço / fadiga
- Perda de peso
- Diarreia ou evacuações frequentes
- Irritabilidade e ansiedade
- Problemas dos olhos, tais como irritação ou desconforto
- Irregularidade menstrual
- Infertilidade

Quais as consequências da utilização de hormônios da tireoide para acelerar o metabolismo?
O uso generalizado de hormônios tiroidianos com a finalidade de acelerar o metabolismo é uma prática, no mínimo, irresponsável. A perda de peso que decorre do seu uso é tanto de massa gorda como de massa magra (isto é, perde-se muito músculo e até mesmo massa óssea). Pode ocorrer osteoporose pelo uso prolongado. Além disso, os hormônios tiroidianos podem levar a vários distúrbios, como aumento da frequência cardíaca, arritmias cardíacas, pressão alta e até mesmo infarto cardíaco. (Clique no link e leia também: Entenda como funciona o metabolismo)

Quais as doenças causadas pelo hipertireoidismo?
A doença de Graves é a causa mais comum de hipertireoidismo. Ela ocorre quando o sistema imunológico ataca a glândula  tireoide estimulando-a produzir excesso de hormônios. É uma doença crônica (que se mantem a longo prazo) e normalmente ocorre em famílias com história de doenças da  tireoide. Algumas pessoas com a doença de Graves também desenvolvem inchaço atrás dos olhos, o que provoca protrusão dos olhos para fora do globo ocular (os olhos parecem saltados).

As causas menos comuns de hipertireoidismo incluem:
• Nódulos tireoidianos: tumores na glândula  tireoide, que podem secretar excesso de hormônio tireoidiano.
• Tireoidite subaguda: uma inflamação dolorosa da  tireoide tipicamente causada por vírus.
• Tiroidite linfocítica: uma inflamação não-dolorosa causada pela infiltração de linfócitos (um tipo de célula branca do sistema imune) na tireoide.
• Tireoidite pós-parto: tireoidite que se desenvolve logo após o término da gravidez.

Como o hipertireoidismo é diagnosticado?
O seu médico fará um exame físico detalhado e solicitará exames de sangue para medir seus níveis hormonais. Você tem hipertireoidismo quando os níveis de T4 e T3 estão mais elevados que o normal e o nível de TSH está menor que a referência. Para determinar o tipo de hipertireoidismo que você tem, o seu médico pode solicitar um exame de captação de iodo radioativo para medir quanto iodo sua  tireoide absorve do sangue. A  tireoide usa iodo para produzir T3 e T4. Seu médico também pode solicitar uma imagem de sua  tireoide para ver a forma, tamanho e se existem nódulos.

Como o hipertireoidismo é tratado?
O tratamento do hipertireoidismo depende da causa, da idade, da condição física da pessoa e de quão sério é o seu problema de  tireoide.
Os tratamentos disponíveis incluem:
• Medicamentos antitireoidianos: essas drogas diminuem a quantidade de hormônio produzido pela  tireoide. A droga preferida é o metimazol. Para as mulheres grávidas ou lactantes, o propiltiouracil (PTU) pode ser preferido. Como o PTU tem sido associado a efeitos secundários, ele não é utilizado rotineiramente fora da gravidez. Ambas as drogas controlam mas podem não curar o hipertireoidismo.
• Iodo radioativo: esse tratamento cura o problema a  tireoide, mas geralmente leva à sua destruição permanente. Você provavelmente precisará tomar comprimidos de hormônio tireoidianos para o resto de sua vida para manter níveis hormonais normais.
• Cirurgia: a remoção cirúrgica da  tireoide (tireoidectomia) é uma solução permanente, mas não normalmente a preferida, por causa do risco de danos às glândulas para tireoides (que controlam os níveis de cálcio no organismo) e aos nervos da laringe (cordas vocais). O médico pode recomendar a cirurgia, quando os medicamentos antitireoidianos ou terapia com iodo radioativo não são apropriados.
 Beta-bloqueadores: essas drogas (tais como atenolol) não baixam os níveis de hormônio da  tireoide, mas podem controlar sintomas graves, como a frequência cardíaca acelerada, tremores e ansiedade.

Todas estas terapias têm riscos. O seu médico verá a melhor opção de tratamento para você.

O que você deve fazer se achar que pode ter problemas de  tireoide?
Muitos dos sinais e sintomas de hipertireoidismo podem acontecer em outras condições. Um endocrinologista, que é o especialista em doenças relacionadas aos hormônios, pode ajudar a diagnosticar e tratar o hipertireoidismo.
Se você já foi tratado por hipertireoidismo ou está sendo tratado, consulte o seu médico regularmente para que a sua condição seja monitorada. É importante garantir que os níveis dos hormônios da  tireoide estejam normais e que você está recebendo cálcio suficiente para manter os ossos fortes.

Fonte: Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia; Site Medicina Mitos e Verdades (Carla Leonel); capítulo de endocrinologia do livro Medicina Mitos e Verdades (Carla Leonel) - Editora CIP. Proibida reprodução total ou parcial sem citar a fonte com o link ativo.

Clique nos links abaixo e leia também:
Tipos de HIPOtireoidismo
Sintomas de problemas na Tireoide
Doenças autoimunes
Os riscos dos nódulos na Tireoide
Câncer de tireoide cada vez mais frequente

Todos os direitos reservados. Proibida reprodução total ou parcial deste artigo sem citar a fonte com o link.

SUAS DÚVIDAS NO CONSULTÓRIO MÉDICO
Livro Medicina, Mitos e Verdades (Carla Leonel): capa dura, 800 páginas, perguntas e respostas em 22 especialidades médicas com os mais bem conceituados nomes da Medicina no Brasil. Best-Seller: mais de 300 mil cópias vendidas.
• PROMOÇÃO: Compre um e leve dois. Por apenas R$ 99,00 você recebe 2 livros iguais. Pagamento facilitado em até 10 X R$ 9,90 sem juros no cartão de crédito. O frete é por nossa conta. Válido apenas no Brasil e em um único endereço escolhido por você. Não perca esta oportunidade.
Clique neste link COMPRAR e saiba mais. A informação ajuda no diagnóstico precoce e pode salvar vidas.