O inchaço de pernas e pés costuma ser um dos problemas mais comuns entre as gestantes. De acordo com o cirurgião vascular José Luiz Cataldo, isso acontece porque as quantidades de estrogênio e progesterona produzidos pela mulher na gravidez causam a dilatação das veias. Além disso, o crescimento do útero exerce compressão nas veias da região pélvica e na veia cava inferior (responsável por drenar o sangue proveniente dos membros inferiores), aumentando a pressão sanguínea nas veias das pernas e influenciando o desenvolvimento das varizes - clique no link azul e leia o artigo sobre varizes.

"Mesmo quem nunca teve varizes pode desenvolver o problema. Quem já sofre pode ter o mal agravado", alerta Cataldo. Por isso, é importante que a mulher tome certos cuidados para evitar esse desconforto. Beber bastante líquido, evitar o sal, reduzir o uso do salto alto e não ficar muito tempo numa mesma posição ajudam a diminuir os sintomas. Além disso, recomendado nesta fase é o uso de meias de compressão graduada. “O uso diurno e contínuo das meias de compressão graduada causa diminuição do calibre das veias e permite que o sangue flua mais rapidamente, o que melhora a circulação venosa, diminuindo o edema e também a probabilidade de formação de coágulos”, explica o médico.

Clique no link azul e leia matéria relacionada: Inchaço, vermelhidão e dor nas pernas pode ser trombose

Todos os direitos reservados. Proibida reprodução total ou parcial deste artigo sem citar a fonte com o link.

SUAS DÚVIDAS NO CONSULTÓRIO MÉDICO
Livro Medicina, Mitos e Verdades (Carla Leonel): capa dura, 800 páginas, perguntas e respostas em 22 especialidades médicas com os mais bem conceituados nomes da Medicina no Brasil. Best-Seller: mais de 300 mil cópias vendidas.
• PROMOÇÃO: Compre um e leve dois. Por apenas R$ 99,00 você recebe 2 livros iguais. Pagamento facilitado em até 10 X R$ 9,90 sem juros no cartão de crédito. O frete é por nossa conta. Válido apenas no Brasil e em um único endereço escolhido por você. Não perca esta oportunidade.
Clique neste link COMPRAR e saiba mais. A informação ajuda no diagnóstico precoce e pode salvar vidas.