Quais os motivos prováveis do atraso menstrual?
A falta de menstruação em mulheres na idade reprodutiva e com vida sexual ativa significa gravidez até prova em contrário. Portanto, o primeiro motivo e o mais frequente é a gravidez. O ciclo menstrual pode variar de 21 até 35 dias e diversas situações podem provocar o atraso ou falta de menstruação (palavras em azul são links que te direcionam ao artigo correspondente):

• Variação no ciclo menstrual: alguns fatores podem provocar alterações no ciclo tais como estresse, ansiedade, alimentação, mudanças bruscas de fuso horário, viagens ao exterior ou até mesmo considere um erro de cálculo.

• Alterações hormonais: aumento da prolactina e progesterona, principalmente.

• Disfunção do ovário: intimamente relacionado a alterações hormonais e que, muitas vezes, se traduz por ciclos anovulatórios (sem ovulação). Síndrome dos ovários policísticos, cisto no ovário ou qualquer alteração no útero, pode causar irregularidade menstrual.

• Problemas hipotálamo ou na hipófise: hipófise é uma glândula importantíssima localizada no centro do crânio.  Ela produz diversos hormônios e é responsável pelo funcionamento de todas as glândulas endócrinas no nosso organismo. O hipotálamo é que estimula a hipófise. Portanto qualquer problema no hipotálamo ou na hipófise pode provocar alteração no ciclo ou mesmo amenorreia (falta de menstruação).

• Descontrole da tireoide: hipotireoidismo ou hipertireoidismo.

• Disfunção da glândula suprarrenal: que, entre outros, produz o hormônio cortisona, também provoca alteração no ciclo menstrual.

• Dietas radicais ou anorexia: pessoas que entram em dieta severa, sofrem de anorexia ou desnutrição deixam de menstruar como um mecanismo de defesa. O organismo defende-se evitando mais uma perda energética, que é a perda de sangue pela menstruação.

• Excesso de exercícios: da mesma forma que o corpo se protege em caso de dietas severas e anorexia, acontece nas mulheres que se exercitam de forma abusiva. O corpo acaba por gastar muita energia e seu meio de defesa é não deixar a mulher entrar no período fértil, tornando as menstruações irregulares ou mesmo interrompendo-a temporariamente. Mulheres de baixo peso e que praticam exercícios intensos tem maior tendência a irregularidade menstrual.

Anemia

• Viroses comuns como resfriados, gripes, cistite a até mesmo infeção na garganta pode alterar o ciclo menstrual.

• Infecções graves ou doenças crônicas: tuberculose, insuficiência renal, colite, fibrose cística, tifo (doença infectocontagiosa causada por piolhos ou pulgas) entre outras.

Obesidade

• Medicamentos: corticoides, anti-hipertensivos, imunossupressores e alguns antidepressivos podem influenciar no ciclo menstrual.

• Radiação ou quimioterapia

Menopausa precoce: que se instala antes dos 40 anos de idade.

Climatério: período que antecede a menopausa e ocorre, normalmente, entre 40 e 56 anos de idade. É a fase de transição do período fértil, para o período não reprodutivo da mulher. Começa uma diminuição das funções ovarianas fazendo com que os ciclos menstruais se tornem irregulares, até chegar um momento que cessam completamente (caracterizando a menopausa). A menstruação torna-se irregular devido a uma produção errática de hormônios pelos ovários e ovulações (liberação do óvulo) menos frequentes. Inicialmente, as mudanças nos ciclos menstruais podem ser sutis. As mudanças no fluxo e na frequência menstrual são comuns à medida que a mulher avança na perimenopausa.

• Gravidez: o primeiro sintoma de gravidez é a parada da menstruação, embora como já explicado acima, vários fatores podem contribuir para que isso aconteça sem que necessariamente você esteja grávida. Existe o teste de urina vendido em farmácia que pode detectar a gravidez. Já o exame de sangue feito em laboratório comprova com mais eficiência, caso você tenha feito o de urina com um resultado negativo. É importante ressaltar que muitas mulheres apresentam escapes de sangue no início da gravidez e pode ser confundido com uma menstruação irregular. Sintomas como enjoo, dor na mama, sonolência costumam surgir na sexta semana de gravidez. Mamas inchadas e doloridas é um sinal importante de gravidez. Significa aumento dos hormônios, principalmente da progesterona, que é o hormônio fundamental para manutenção da gravidez. Consulte seu médico para o diagnóstico correto.

Clique no link azul e leia artigos relacionados:
Gravidez após a laqueadura de trompas
Como saber o dia da ovulação
Causas da infertilidade feminina
Gravidez nas trompas

Todos os direitos reservados. Proibida reprodução total ou parcial deste artigo sem citar a fonte com o link.

SUAS DÚVIDAS NO CONSULTÓRIO MÉDICO
Livro Medicina, Mitos e Verdades (Carla Leonel): capa dura, 800 páginas, perguntas e respostas em 22 especialidades médicas com os mais bem conceituados nomes da Medicina no Brasil. Best-Seller: mais de 300 mil cópias vendidas.
• PROMOÇÃO: Compre um e leve dois. Por apenas R$ 99,00 você recebe 2 livros iguais. Pagamento facilitado em até 10 X R$ 9,90 sem juros no cartão de crédito. O frete é por nossa conta. Válido apenas no Brasil e em um único endereço escolhido por você. Não perca esta oportunidade.
Clique neste link COMPRAR e saiba mais. A informação ajuda no diagnóstico precoce e pode salvar vidas.