A Medicina moderna é baseada em evidências. Atualmente, um médico trabalha com protocolos e não pode orientar suas pacientes fora deles, salvo em situações muito especiais. Existem medicações que foram feitas para suprimir a menstruação, especialmente, em pacientes com tensão pré-menstrual muito acentuada. O mundo moderno exige que o ginecologista se adapte às mulheres. Uma esportista ou uma executiva podem não querer conviver com a TPM ou com a menstruação e esta demanda deverá ser compreendida pelo ginecologista.

Segundo o Prof. Dr. Thomaz Gollop, já existem no mercado pílulas anticoncepcionais de uso contínuo, que são testadas pelo FDA e autorizadas pela ANVISA. Estas podem ser usadas. O DIU medicado (Mirena®), que já está em uso clínico há muitos anos, também pode ser uma alternativa.

O que não é recomendável são os implantes utilizados sem comprovação científica, já que estes têm mostrado uma frequência de complicações muito elevada, como, por exemplo, hemorragias, acne, seborreia, aumento de apetite, ganho de peso e celulite, e, provavelmente, é por esta razão que eles não se universalizaram em nosso meio.


Todos os direitos reservados. Proibida reprodução total ou parcial deste artigo sem citar a fonte com o link ativo.

SUAS DÚVIDAS NO CONSULTÓRIO MÉDICO
Livro Medicina, Mitos e Verdades (Carla Leonel): capa dura, 800 páginas, perguntas e respostas em 22 especialidades médicas com os mais bem conceituados nomes da Medicina no Brasil. Best-Seller: mais de 300 mil cópias vendidas.
• PROMOÇÃO: Compre um e leve dois. Por apenas R$ 99,00 você recebe 2 livros iguais. Pagamento facilitado em até 10 X R$ 9,90 sem juros no cartão de crédito. O frete é por nossa conta. Válido apenas no Brasil e em um único endereço escolhido por você. Não perca esta oportunidade.
Clique neste link COMPRAR e saiba mais. A informação ajuda no diagnóstico precoce e pode salvar vidas.