Quando devo procurar o oftalmologista?
Antes dos 40 anos, todas as pessoas que apresentem sintomas como dificuldade para enxergar, coceira ou dor nos olhos, vista embaçada e qualquer outro sintoma que incomode a visão, deve procurar um médico oftalmologista, conhecido popularmente como oculista.

A partir dos 40 anos, as consultas preventivas devem ser feitas anualmente. O olho não foi feito para durar o tempo que felizmente já se vive. Basta lembrar que nas últimas décadas a expectativa de vida subiu bastante e, hoje, já se prolonga até 80 ou 90 anos de idade. Desta forma, os olhos de quase todas as pessoas necessitam de ajuda médica, clínica ou cirúrgica para manter uma visão útil. Um dos muitos aspectos relacionados a esse fato é a famosa vista cansada, que começa ao redor dos 40 anos de idade, quando, progressivamente, naqueles indivíduos que não são míopes, surge uma dificuldade de enxergar de perto.

Ao redor dos 50 ou 60 anos ocorre com muita frequência a catarata, além do glaucoma.

Na faixa de 60 a 70 anos existe o fator de risco para a degeneração macular senil. Esta doença acomete o centro da visão, que é a área da retina chamada mácula. Começa com sintoma muito discreto de alteração das formas e piora da visão central, evoluindo depois para uma mancha no centro da visão. A degeneração macular relacionada à idade é a principal causa de cegueira irreversível em pessoas acima dos 60 anos, inclusive nos países desenvolvidos. Os pacientes não ficam completamente cegos, ainda resta a visão periférica, mas a visão de detalhes fica prejudicada, dificultando atividades como leitura, dirigir carro etc.

Outras doenças prejudiciais a visão e que fazem necessárias visitas mais frequentes ao oftalmologista são: glaucoma, miopia maior que 6 graus, doenças reumáticas, diabetes, câncer e/ou tratamento com quimioterapia além de causas relacionadas a traumas e acidente que envolvam os olhos.

O oflatmologista Prof. Dr. Rubens Belfort Jr. explica abaixo um pouco mais sobre as principais patologias que afetam a visão da população:

Vista Cansada, chamada de presbiopia

Presbiopia é a baixa de visão para perto (na leitura) depois dos 40 anos. A presbiopia não é considerada doença e atinge todas as pessoas. Com a idade a visão piora e ao redor dos 55 anos o grau tende a estabilizar. Os míopes têm uma certa vantagem, pois ao tirarem os óculos para longe, a visão de perto melhora.

A melhor maneira de corrigir esta dificuldade para perto é com óculos ou lentes de contato. É permitido inclusive, o uso de óculos vendidos em farmácia. Pacientes que tem outra patologia associada pode se valer dos multifocais, feitos com receita médica. 

Catarata

Qualquer pessoa pode ter catarata. Catarata é como cabelo branco. Todos, a partir de uma certa idade, têm algum grau de catarata. É a causa mais importante de cegueira no mundo. Felizmente, também é um tipo de cegueira curável.

A catarata é a opacidade da lente natural dos olhos (localizada atrás da pupila), que no estado normal deve ser transparente. Na pessoa com catarata, esta lente torna-se progressivamente esbranquiçada e é possível enxergá-la branca pela pupila dos olhos. A catarata cega por impedir a entrada de luz no olho.

A cirurgia de catarata é rápida e precisa, com grande possibilidade de cura. O processo é delicado e complexo para o cirurgião, mas simples para o paciente. Sob efeito de anestesia local geralmente com colírio, ele tem a catarata removida e, no lugar dela, é colocada uma lente artificial chamada implante ou lente intraocular. Dessa maneira, evita-se que, após a cirurgia, o paciente tenha de usar óculos grossos, como antigamente.

Glaucoma

Glaucoma é a doença causada pela pressão ocular alta. O olho possui uma pressão interna e o sangue precisa penetrá-lo para nutri-lo. A pressão muito alta dificulta a passagem do sangue, e os tecidos recebem menos oxigênio e substâncias nutritivas. Isso faz com que, lentamente, algumas células acabem morrendo. A pressão do olho, se mantida alta durante muito tempo, aparentemente não causa mal algum, mas está lentamente lesando os olhos, o que acaba provocando o surgimento do glaucoma crônico. É como se os canais de saída do líquido do olho fossem, progressivamente entupindo com a idade. Este processo leva à morte de algumas partes da retina causando cegueira.

O glaucoma, portanto, não é apenas a pressão alta no olho. É a pressão alta no olho acompanhada da perda de campo visual (células mortas da retina) e das fibras nervosas do nervo ótico. O glaucoma é frequente depois dos 50 anos. Portanto, a partir dos 40 anos de idade, o paciente deve ter a pressão dos seus olhos medida toda vez que for ao médico oftalmologista.

Existe também o glaucoma agudo que, como o próprio nome já diz, é uma situação aguda, ou seja, passageira. Ele causa muitos sintomas de dor e o paciente, normalmente, tem de ir para o pronto-socorro. Porém, é o glaucoma crônico que ocorre com maior frequência. E mesmo estando em uma fase muito avançada, ele pode não causar nenhum sintoma. Portanto, é indispensável medir a pressão do olho.

Quando o oftalmologista diagnostica o problema nas fases iniciais, pode tratar por meio de colírios, laser ou cirurgia, buscando a normalização da pressão e evitando assim a progressão da doença. Mas, infelizmente, depois que a cegueira já foi causada pelo glaucoma, não há mais meios para reverte-la.

Clique para ler artigo completo:
 • Glaucoma é a segunda causa de cegueira no mundo
 • Pressão alta nos olhos

Degeneração Macular Senil

Degeneração macular significa a degeneração da parte da retina chamada mácula levando a perda da visão central. Não se sabe direito a causa, mas acredita-se que a degeneração ocorra devido a exposição intensa da mácula aos raios de luz durante a vida. Por isso a idade é o fator de risco para esta doença que é mais frequente após os 60 anos de idade.

Os pacientes não ficam cegos, uma vez que mantêm uma visão de campo. Mas, frequentemente, têm os dois olhos acometidos e perdem a capacidade de enxergar quando centram a atenção visual em uma direção como, por exemplo, para assistir televisão, ver objetos ou pessoas. O sinal mais precoce da degeneração macular é a presença de drusas na retina. Drusas são pequenos depósitos abaixo da retina que só podem ser observados no exame de fundo de olho ou com uso de equipamentos especiais. De acordo com o número e tamanho das drusas pode-se determinar o risco do paciente perder visão.

O tratamento para a degeneração macular senil melhorou muito nos últimos quatro anos, a partir do laser e, mais recentemente, com o uso de injeções e implantes intraoculares. Foi uma verdadeira revolução e, agora, consegue-se evitar muitos casos de cegueira. Mas o tratamento deve ser precoce, pois no momento em que a mácula é destruída, não existe possibilidade de regeneração.  A injeção de medicamento dentro do olho é pouco dolorida e apresenta mínimo risco de infecção. É fundamental conversar com seu médico sobre os riscos de infecção e os sinais e sintomas de uma possível complicação.

Muitos trabalhos científicos buscam entender melhor e tratar esta doença e a cada ano muitas informações novas surgem. Estão sendo testadas novas drogas que agem como as injeções anti-VEGF, mas que permanecem por mais tempo dentro do olho, reduzindo a frequência das injeções. Entretanto, estas drogas ainda não estão disponíveis para uso fora de protocolos de pesquisa. Outra linha de pesquisa que pode resultar em tratamento no futuro utiliza células tronco.

Veja também matérias relacionadas:
Diabetes pode afetar a visão e causar cegueira
Pressão Alta não controlada causa perda de visão

Todos os direitos reservados. Proibida reprodução total ou parcial deste artigo sem citar a fonte com o link.

SUAS DÚVIDAS NO CONSULTÓRIO MÉDICO
Livro Medicina, Mitos e Verdades (Carla Leonel): capa dura, 800 páginas, perguntas e respostas em 22 especialidades médicas com os mais bem conceituados nomes da Medicina no Brasil. Best-Seller: mais de 300 mil cópias vendidas.
• PROMOÇÃO: Compre um e leve dois. Por apenas R$ 99,00 você recebe 2 livros iguais. Pagamento facilitado em até 10 X R$ 9,90 sem juros no cartão de crédito. O frete é por nossa conta. Válido apenas no Brasil e em um único endereço escolhido por você. Não perca esta oportunidade.
Clique neste link COMPRAR e saiba mais. A informação ajuda no diagnóstico precoce e pode salvar vidas.