REJEIÇÃO À PRÓTESE MAMÁRIA

Qualquer mulher pode se submeter à colocação da prótese mamária. Mas ela precisa estar ciente de que, por se tratar de um corpo estranho, poderá haver rejeição do organismo sendo necessário, nesse caso, removê-la.  O cirurgião plástico Prof. Dr. Ivo Pitanguy, explica, que a princípio, todo corpo estranho, voluntária ou involuntariamente introduzido nos tecidos, o organismo, para se defender da "invasão", cria em torno desse corpo uma membrana, uma cápsula. Essa cápsula funciona como um meio de defesa do organismo, no sentido de isolar o corpo estranho, de neutralizá-lo.

Assim acontece com as próteses mamárias e, em certos casos, pode haver a formação de uma cápsula mais espessa, dando um aspecto artificial às mamas e provocando dor. Atualmente, com o avanço da tecnologia, existem no mercado próteses com revestimentos especiais que vieram a diminuir bastante a incidência da contratura capsular (espessamento da cápsula em torno da prótese, endurecendo e alterando sua forma).

A paciente deve ser alertada de que, dependendo da complicação inerente ao implante da prótese mamária, esta poderá ser substituída ou mesmo retirada definitivamente.

Clique no link e leia mais artigos na categoria CIRURGIA PLÁSTICA

Prof. Dr. Ivo Pitanguy é Prof. Titular dos Cursos de Pós-Graduação e Mestrado  da PUC-RJ e do Curso de Pós-Graduação Médica Carlos Chagas; Membro Titular da Academia Nacional de Medicina e autor do capítulo de cirurgia plástica do livro MEDICINA MITOS E VERDADES (Carla Leonel). Artigo do livro. Proibida reprodução total ou parcial sem citar a fonte.

Todos os direitos reservados. Proibida reprodução total ou parcial deste artigo e/ou imagem sem citar a fonte com o link ativo. Direitos autorais protegidos pela lei.