A Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) é caracterizada pela limitação e obstrução do fluxo aéreo. Essa limitação é causada por uma associação entre doença de pequenos brônquios (bronquite crônica obstrutiva) e destruição das paredes alveolares (enfisema). A obstrução do fluxo aéreo geralmente é progressiva, não muda o padrão de comportamento durante muitos meses e é apenas parcialmente reversível (veja a ilustração). É predominantemente causada por tabagismo.

Os brônquios (que levam e trazem o ar a cada respiração) e os alvéolos (onde o oxigênio chega antes de ir para o sangue), submetidos a substâncias agressivas, passam por um processo de inflamação crônica no decorrer dos anos. Quando os brônquios ficam mais estreitados e produzem muito catarro, está caracterizada a bronquite crônica. Se os alvéolos começam a se romper e formam bolhas, trata-se do enfisema.

A bronquite crônica é definida clinicamente pela presença de tosse e expectoração na maioria dos dias por no mínimo três meses/ano durante dois anos consecutivos.

Fatores de riscos da Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC):
• Tabagismo: responsável por 80 a 90% das causas determináveis da DPOC;
• Poluição domiciliar (fumaça de lenha, querosene);
• Exposição ocupacional a poeiras e produtos químicos ocupacionais;
• Infecções respiratórias recorrentes na infância;
• Suscetibilidade individual;
• Desnutrição na infância;
• Deficiências genéticas (responsáveis por menos de 1% dos casos), como de alfa1 antitripsina.

Classificação da Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica conforme a gravidade:
Estágio 1 - Leve: Tosse crônica e expectoração;
Estágio 2 - Moderada: Piora dos sintomas. Falta de ar tipicamente aos esforços;
Estágio 3 - Grave: Piora dos sintomas / Exacerbações frequentes com impacto na qualidade de vida;
Estágio 4 - Muito Grave: Insuficiência respiratória

A dispneia (falta de ar) é um dos principais sintomas da Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica. A gravidade depende do grau de obstrução ao fluxo de ar, bem como da intensidade dos sintomas que leva a uma diminuição progressiva de capacidade para a realização das atividades diárias.

Veja as etapas e progressão da falta de ar e cansaço do paciente, na Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica:
1.Tem falta de ar ao realizar exercício intenso.
2.Tem falta de ar quando apressa o passo ou quando sobe escadas ou ladeiras.
3.Precisa parar algumas vezes quando anda no próprio passo, ou anda mais devagar que pessoas da mesma idade.
4.Precisa parar muitas vezes devido à falta de ar quando anda cerca de 100 metros, ou poucos minutos de caminhada no plano.
5.Sente tanta falta de ar que não sai de casa, ou precisa de ajuda para se vestir.

Se você responder SIM a três dessas perguntas, deve procurar orientação médica urgente:
1. Você tem tosse pela manhã?
2. Você tem catarro pela manhã?
3. Você se cansa mais do que uma pessoa da sua idade?
4. Você tem chiado no peito à noite ou ao praticar exercício?
5. Você tem mais de 40 anos?

Exames que ajudam no diagnóstico da Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica
• Raio X de tórax: contribui pouco para o diagnóstico. Pode ser importante para o diagnóstico diferencial de outras pneumopatias como as infecciosas e bronquiectasia.
• Bacterioscopia e cultura de escarro: o escarro é colhido no laboratório.
• Espirometria: exame que serve para medir o volume e a velocidade do ar que entra e sai dos pulmões. O exame é indolor e não invasivo.

Apesar da lesão pulmonar causada pela Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica ser parcialmente irreversível, os sintomas podem ser tratados. Quanto mais precoce o diagnóstico, mais eficaz é o tratamento.

Objetivos do tratamento
• Aliviar os sintomas
• Melhorar a qualidade de vida
• Prevenir progressão da doença
• Melhorar a tolerância a exercícios
• Prevenir e tratar exacerbações
• Reduzir a mortalidade

Clique no link e leia também:
• Sintomas e tratamento da bronquite
Não confunda cansaço com falta de ar
• Doenças que provocam falta de ar

Fonte: Capítulo de Pneumologia do livro Medicina Mitos e Verdades (Carla Leonel) e Ministério da Saúde.

Compartilhe informações de saúde com seus amigos. A informação é uma forma de prevenção já que conhecendo os sintomas e suas causas, facilita o diagnóstico precoce o que aumenta a possibilidade de cura. (Carla Leonel)



Todos os direitos reservados. Proibida reprodução total ou parcial deste artigo sem citar a fonte com o link.

SUAS DÚVIDAS NO CONSULTÓRIO MÉDICO
Livro Medicina, Mitos e Verdades (Carla Leonel): capa dura, 800 páginas, perguntas e respostas em 22 especialidades médicas com os mais bem conceituados nomes da Medicina no Brasil. Best-Seller: mais de 300 mil cópias vendidas.
• PROMOÇÃO: Compre um e leve dois. Por apenas R$ 99,00 você recebe 2 livros iguais. Pagamento facilitado em até 10 X R$ 9,90 sem juros no cartão de crédito. O frete é por nossa conta. Válido apenas no Brasil e em um único endereço escolhido por você. Não perca esta oportunidade.
Clique neste link COMPRAR e saiba mais. A informação ajuda no diagnóstico precoce e pode salvar vidas.