O esforço físico excessivo pode ser prejudicial ao coração? Como saber qual é o limite?
As atividades físicas devem ser iniciadas após uma avaliação médica criteriosa. Os esforços físicos acima da capacidade individual são prejudiciais ao coração. Toda doença cardíaca tem um período entre o seu estabelecimento e a apresentação de sintomas. Caso o indivíduo esteja na fase assintomática da doença (sem apresentar sintomas), ele pode sofrer as consequências quando se exercitar acima de sua capacidade. Esse fato explica os casos de morte súbita durante a prática de exercícios físicos. Por isso, é de fundamental importância, mesmo em indivíduos jovens, uma avaliação cardiovascular criteriosa para conhecer os riscos de uma atividade física e seus limites.

O infarto do miocárdio ocorre com maior frequência nas primeiras horas da manhã, entre 5 e 8 horas, momento em que o corpo começa a se preparar para acordar. Nessa ocasião, ocorre um aumento da frequência cardíaca, da pressão arterial e da adesividade plaquetária, podendo levar ao infarto os indivíduos propensos. Por essa razão, os exercícios realizados pela manhã oferecem maior risco do que os feitos ao final da tarde ou à noite em indivíduos que não se submeteram a uma avaliação cardiológica. Caso o infarto ocorra durante a atividade física, a possibilidade de uma evolução mais séria é maior.

De toda forma, o exercício, independentemente da hora em que é feito, deverá ser sempre precedido de uma avaliação realizada pelo médico cardiologista. Vale lembrar que o eletrocardiograma de repouso é um exame que se presta bem para detectar problemas antigos ou crônicos, como, por exemplo, infartos prévios ou sobrecarga do coração pela hipertensão, ou o infarto no momento em que ele se instala. Portanto, o resultado normal de um ECG de repouso não garante a inexistência de problemas cardíacos. Já o teste ergométrico, a cintilografia do miocárdio, o ecocardiograma, a angiocoronariotomografia e a cinecoronariografia são exames que permitem detectar problemas atuais e/ou futuros do coração. Esportistas portadores de arritmias só podem se exercitar com rigorosa supervisão médica.
Leia matéria relacionada: Como prevenir as arritmias cardíacas e a morte súbita

Prof. Dr. Bernardino Tranchesi Jr. é autor do capítulo de cardiologia do livro Medicina Mitos e Verdade (Carla Leonel). Matéria do livro. Todos os direitos reservados. Proibida reprodução total ou parcial sem citar a fonte com o link ativo.

Palavras em azul são links. Clique para ler. Veja abaixo matérias relacionadas:
Os fatores de risco para as doenças cardíacas: a influência no grau de parentesco e a maior incidência de doenças no coração
Os Sintomas do Infarto na Mulher Difere dos Homens
Dor no Peito e Angina
• Será que estou tendo um infarto?
Artigos de Esporte e Saúde do Atleta

Todos os direitos reservados. Proibida reprodução total ou parcial deste artigo sem citar a fonte com o link ativo.

SUAS DÚVIDAS NO CONSULTÓRIO MÉDICO
Livro Medicina, Mitos e Verdades (Carla Leonel): capa dura, 800 páginas, perguntas e respostas em 22 especialidades médicas com os mais bem conceituados nomes da Medicina no Brasil. Best-Seller: mais de 300 mil cópias vendidas.
• PROMOÇÃO: Compre um e leve dois. Por apenas R$ 99,00 você recebe 2 livros iguais. Pagamento facilitado em até 10 X R$ 9,90 sem juros no cartão de crédito. O frete é por nossa conta. Válido apenas no Brasil e em um único endereço escolhido por você. Não perca esta oportunidade.
Clique neste link COMPRAR e saiba mais. A informação ajuda no diagnóstico precoce e pode salvar vidas.