O olho possui uma pressão interna e o sangue precisa penetrá-lo para nutri-lo. A pressão muito alta dificulta a passagem do sangue, e os tecidos recebem menos oxigênio e substâncias nutritivas. Isso faz com que, lentamente, algumas células acabem morrendo.

O oftalmologista Prof. Dr. Rubens Belfort alerta que a pressão do olho, se mantida alta durante muito tempo, aparentemente não causa mal algum, mas está lentamente lesando os olhos, o que acaba provocando o surgimento do glaucoma crônico.

Glaucoma é a doença causada pela pressão ocular alta. Imagine uma pessoa que tenha hipertensão arterial durante muitos anos e que, como consequência, desenvolve progressiva lesão cerebral. Com o glaucoma, o mecanismo é semelhante. O olho normalmente tem uma pressão, ou seja, é preenchido por líquidos e, da mesma maneira que um pneu de automóvel, tem uma pressão interna. Quando a entrada de líquido é maior que a saída, consequentemente essa pressão aumenta e há maior dificuldade do sangue entrar. Nessa situação, ocorre lesão por falta de oxigênio e outras substâncias nutritivas das células da retina e das fibras do nervo ótico. É um processo normalmente lento que leva à morte de algumas partes da retina, causando cegueira. O glaucoma, portanto, não é apenas a pressão alta no olho. É a pressão alta no olho acompanhada da perda de campo visual (células mortas da retina) e das fibras nervosas do nervo ótico.

O glaucoma é frequente depois dos 50 anos. Portanto, a partir dos 40 anos de idade, o paciente deve ter a pressão dos seus olhos medida toda vez que for ao médico oftalmologista. Tal procedimento não oferece risco algum.

Existe também o glaucoma agudo em que, como o próprio nome já diz, é uma situação aguda, ou seja, passageira. Ele causa muitos sintomas de dor,  às vezes, até mesmo dor de cabeça, e o paciente, normalmente, tem de ir para o pronto-socorro.

Porém, é o glaucoma crônico que ocorre com maior frequencia. E mesmo estando em uma fase muito avançada, ele pode não causar nenhum sintoma. Portanto, é indispensável medir a pressão do olho.

Quando o oftalmologista diagnostica o problema nas fases iniciais, pode tratar por meio de colírios, laser ou cirurgia, buscando a normalização da pressão e evitando assim a progressão da doença. Mas, infelizmente, depois que a cegueira já foi causada pelo glaucoma, não há mais meios para revertê-la.

Saiba mais sobre o GLAUCOMA

Todos os direitos reservados. Proibida reprodução total ou parcial deste artigo sem citar a fonte com o link.

SUAS DÚVIDAS NO CONSULTÓRIO MÉDICO
Livro Medicina, Mitos e Verdades (Carla Leonel): capa dura, 800 páginas, perguntas e respostas em 22 especialidades médicas com os mais bem conceituados nomes da Medicina no Brasil. Best-Seller: mais de 300 mil cópias vendidas.
• PROMOÇÃO: Compre um e leve dois. Por apenas R$ 99,00 você recebe 2 livros iguais. Pagamento facilitado em até 10 X R$ 9,90 sem juros no cartão de crédito. O frete é por nossa conta. Válido apenas no Brasil e em um único endereço escolhido por você. Não perca esta oportunidade.
Clique neste link COMPRAR e saiba mais. A informação ajuda no diagnóstico precoce e pode salvar vidas.