O que é icterícia?
Icterícia é um sintoma e não uma doença. É caracterizada por um aumento das bilirrubinas no sangue proveniente da hemoglobina dos glóbulos vermelhos (hemácias/eritrócitos). O excesso deixa a pele e olhos amarelados, com um tom diferente da palidez. O normal é que o corpo metabolize diariamente 35g de hemoglobina, produzindo 300mg de bilirrubina.

Para você entender melhor, vamos explicar passo a passo cada componente envolvido no processo de icterícia. Nosso sangue é formado na medula óssea e é composto de:
• Glóbulos vermelhos: também chamado de hemácia ou eritrócito é a célula mais numerosa no sangue e tem a função de transportar o oxigênio para todos os tecidos do corpo. Hemoglobina é o pigmento que dá a cor vermelha no sangue.  Os glóbulos vermelhos se renovam, em média, a cada 120 dias.
Os outros componentes do sangue vamos citar apenas para completar a informação já que no processo de icterícia estão envolvidos apenas os glóbulos vermelhos.
Glóbulos brancos: também chamados de leucócitos dividem-se em espécies: neutrófilos, eosinófilos, basófilos, linfócitos e monócitos. Se renovam toda semana e tem como principal função defender o organismo contra bactérias, vírus etc.
Plaquetas: é indispensável no processo de coagulação do sangue: A diminuição no número de plaquetas provoca hemorragia. As plaquetas se renovam a cada 9 dias.
Plasma: é a parte líquida do sangue e tem a função de transportar água e nutrientes para os tecidos do corpo.

No processo de fabricação do sangue todos os dias nascem e morrem glóbulos vermelhos (eritrócitos). Quando o fígado decompõem esses glóbulos vermelhos velhos (eles sobrevivem apenas por 120 dias, lembra?) forma-se a bilirrubina que é responsável por esta limpeza e ambos devem ser eliminados juntamente com as fezes e um pouco pela urina. Caso ocorra um acúmulo de bilirrubina no corpo, surge então icterícia

A bilirrubina é um pigmento amarelo e o acúmulo dessa substância no corpo pode impregnar a pele, as mucosas, as conjuntivas dos olhos tornando-os amarelos e, na evolução, atingir os mais diferentes órgãos. Caso a doença de base não regrida e o processo persista, pode haver comprometimento da função dos órgãos atingidos pela bilirrubina que em quantidade elevada ou circulando na corrente sanguínea torna-se tóxica.

O que causa icterícia?
Para exemplificar vamos citar as 3 principais causas:

1. A icterícia pode ser derivada da produção exagerada de bilirrubina, agredindo dessa forma, a possibilidade funcional do fígado que está normal, mas que não consegue vencer o excesso de pigmento que lhe é oferecido. Com isso, a bilirrubina vai se elevar no sangue e produzir uma destruição exagerada de glóbulos vermelhos. Este processo ocorre em algumas doenças hematológicas, como a icterícia hemolítica.

2. Existem também as icterícias causadas por doenças no fígado. Neste caso a quantidade de bilirrubina é normal mas pelas células do fígado estarem lesadas devido a alguma doença, a bilirrubina não consegue ser excretada adequadamente.  Como consequência irá gerar um acúmulo de bilirrubina no sangue podendo comprometer outros órgãos. Este tipo de icterícia se observa nas hepatites, cirrose e tumores no fígado – clique no link azul e leia artigos relacionados as doenças grifadas.

3. Um terceiro caso de icterícia, o fígado apresenta-se normal e a quantidade de bilirrubina também. O problema, neste caso, é algum tipo de obstrução nas vias biliares que impede a saída da bilirrubina pelas fezes. Com o obstáculo, a bilirrubina retorna ao sangue circulante caracterizando a icterícia. São exemplos deste tipo de icterícia as obstruções das vias biliares causadas por cálculos na vesícula, tumor no pâncreas ou da papila duodenal (tumor no intestino), por exemplo - clique no link azul e leia artigo relacionado.

Como é feito o diagnóstico da icterícia?
O diagnóstico é realizado por meio de estudo hematológico (do sangue e da medula óssea).

Icterícia é grave? Qual o tratamento?
As icterícias são resolvidas a partir da cura da doença que a instalou. As icterícias por cálculos, normalmente, são resolvidas por tratamento cirúrgico. Já quando são provocadas por câncer, a evolução da doença é mais grave. Nesta situação pode ser necessário o transplante de fígado, e o resultado favorável depende do diagnóstico precoce.

Clique no link azul e leia também artigo sobre Icterícia em recém-nascidos

Este conteúdo é exclusivo do livro Medicina Mitos e Verdades (CarlaLeonel) – Editora CIP. Proibida a reprodução total ou parcial sem citar a fonte com o link ativo. Médico responsável pelo capítulo de gastroenterologia Prof. Dr. Luiz Chether.

 

Todos os direitos reservados. Proibida reprodução total ou parcial deste artigo sem citar a fonte com o link ativo.

SUAS DÚVIDAS NO CONSULTÓRIO MÉDICO
Livro Medicina, Mitos e Verdades (Carla Leonel): capa dura, 800 páginas, perguntas e respostas em 22 especialidades médicas com os mais bem conceituados nomes da Medicina no Brasil. Best-Seller: mais de 300 mil cópias vendidas.
• PROMOÇÃO: Compre um e leve dois. Por apenas R$ 99,00 você recebe 2 livros iguais. Pagamento facilitado em até 10 X R$ 9,90 sem juros no cartão de crédito. O frete é por nossa conta. Válido apenas no Brasil e em um único endereço escolhido por você. Não perca esta oportunidade.
Clique neste link COMPRAR e saiba mais. A informação ajuda no diagnóstico precoce e pode salvar vidas.